12 de janeiro de 2014

Boring of Duty: Fantasminhas e Bugfield 4


E aí galera, sentiram minha falta?

Já podem deixar o tratamento psiquiátrico pela falta de posts novos, eu estou aqui! Mas agora que meu ego desinchou, vamos ao que interessa.

2014 de vocês começou supimpa? Eu espero que sim!

O meu foi daora, mas se tratando de games... É...

Não. Não foi!

Não vou mentir pra vocês, tem um post de Persona 3 quase pronto mas não postei porque do nada me emprestaram essas duas abominações. E nada melhor que começar o ano com fúria total, certo?

Que são:


E também...


"Nossa Juninho, como você é hater, até pegou foto sem a logo dos jogos e deu uma zuada".

Se pensa assim, vá chupar um cavalo. Grato!

Acontece que depois de Black Ops II (também emprestado e esse eu ainda compro), eu passei a dar créditos aos jogos de FPS mais "secos", porque todo mundo que me conhece sabe que eu curto é algo mais fantasia, mais viajado, vide XIII, Bioshock, Quake, Doom e etc...

Falando nisso, Doom 3 original está à caminho, esse vai ganhar review com toda certeza!

Black Ops II é um jogo fantástico, apesar de ainda genérico, ele aborda o lado do vilão, e deixa tudo mais interessante, a campanha tem 4 ou 5 finais e tem um carisma gigante em torno dos personagens.

Eu pensei em dar chance à jogos do tipo, afinal de contas, vai que presta né?

Mas não... Eu tenho amigos que tem certo preconceito, acham todos ruins e não da pra tirar a razão deles, e justo um dos que se destaca como BO2 não teve o devido reconhecimento em campanha (online sempre tem, eles são focados nisso) e acabou ficando apagado.

O que acontece é como o Dipaula diz, o jogo pra atingir todo mundo ele tem que ser o mais seco e genérico possível, como foi o caso dos dois jogos que vou citar.

Primeiramente, as campanhas apesar de tudo curtas, são EXTREMAMENTE monótonas

Eu deixei tudo maiúsculo, pra você sentir o peso da situação, em Ghosts temos uma campanha que se arrasta, nem faz tanto sentido, uma história de bosta e com um vilão sem UM MÍSERO PINGO DE CARISMA.

Minha reação ao jogar os dois...

NEM UM PINGUINHO!

Se o vilão, que antes fora o mais legal da série, então você pensa que os heróis tem algum... E não!

Não tem! Uma coisa que nunca entendi em RPG's é o protagonista silencioso mas com os anos passando eu percebi que era pra nos sentirmos mais próximos deles, e com isso simpatizarmos mais com eles. E com isso nos sentirmos nós mesmos dentro do game, como personagem principal.

Mas num FPS, porra! Acaba fazendo que efeito? Nenhum!

Ao menos em BO2 David Mason falava nem que seja pouco ou nas cutscenes deixando claro que apesar de tudo ele tem 1 ou 2 porcento de personalidade...

Nos dois games, vimos dois personagens que se não tivessem nomes ainda assim dariam no mesmo, afinal de contas, não há personalidade alguma a ser mostrada!

Battlefield tem vários palavrões, uma dublagem boazinha em nosso idioma.... Mas não dá, a campanha é cerca de 10 missões que são TODAS iguais, sem UM PINGO DE DIFERENÇA!

Nossa, parece tão legal, seria uma pena se só parecesse...

Meu deus, onde já se viu isso? Mudassem pelo menos alguma coisa! Será que é tão difícil ser criativo num FPS?

Olha, pode ter uma missão sorrateira, uma no estilo Rambo, uma pra destruir determinados objetos como torretas e tanques, uma pra encontrar o amigo e protege-lo até o final, uma fuga com tudo explodindo e por aí vai.

Eu sozinho já fiz cinco situações e não pensei em nada pra escrever, apenas botei a maldita bunda na cadeira e comecei a digitar, isso realmente não é NADA DIFÍCIL!

Ainda estou me perguntando o que é mais imbecil e monótono, as missões do espaço no Ghosts ou a campanha super repetitiva do BF4.

Disputa: "Eu tenho um prédio que cai" vs "Eu tenho um cachorro realista"

A dublagem de Ghosts em contrapartida foi um passo pra trás em vista do game anterior, todo mundo é forçado, e não tem quase nada de palavrão deixando claro a impressão de censura, e ainda tem ERROS DE DUBLAGEM E LEGENDA!

ERROS!

Minha nossa, me lembro de umas partes onde NADA fazia o menor sentido, a fala simplesmente não se encaixava com a situação, ou os personagens, ou coisa alguma!

É mais do que revoltante, é estressante pra porra! Porque foi na única missão que eu realmente gostei do jogo que aconteceu uma dessa.

Ao menos não vi bugs nesse jogo como em Bugfield 4... Mas puta que me pariu!

Eu tirei uma foto, filmei um vídeo engraçado e uma determinada situação vai ficar marcada em minha vida pra sempre...

A foto:

"Ai que gostoso brincar de fantasma com cara de quem esta sendo estuprado por um elefante"

Vale deixar bem claro, que eu morri muito nessa parte e toda hora tinha que dar restart na missão, e o que acontecia?

O bug se repetia, acontecer vez ou outra? Ok! Isso é normal, quantos jogos ao decorrer de nossas vidas vimos com bugs sinistros e imperdoáveis mas esse é um jogo atual, novo e que deveria ao menos ser revisado mais seriamente.

O vídeo, eu postei no Facebook, se quiserem assistir, basta clicarem aqui.

E a situação foi tipo, como todo mundo sabe, Battlefield tem cenários destrutíveis e o que rolou...

Eu tava no segundo andar de um prédio e o jogo deu checkpoint lá, e nisso o tanque de guerra tinha segundos antes explodido o prédio, ou seja, ele desabou.

E meu checkpoint era isso, reviver num lugar que tava prestes a desmoronar, no segundo andar, e eu sempre caia em direção rumo à morte sem a menor chance de me defender ou reagir.

VAMOS SIMBORAAAA... JOGAAAR... CAIR, MORRER E RESETAR, CAIR MORRER E RESETAR!

Aí vem o fã putinha do Call of Duty:

"Hahahaha, bem feito, COD é melhor, ao menos não tem um bug desses."

Pode não ter feito como esse, mas me diga algo sobre isso:


Caso não saiba, não tirei isso da internet, as duas fotos foram do meu celular, jogando essas bostas... E detalhe, o cara aí ficou nesse estado por horas, porque se eu voltasse ou desse restart na missão, ali ele estaria, com a perna segurada por um FANTASMA.

Sentiram a piada? Ghosts? Fantasmas?

Acho que não teve graça... Mas foi a ÚNICA coisa referente ao título que eu vi no jogo inteiro.

O que eu pensei de tudo isso?? Deixo o James Rolfe falar por mim:

I don't know, guy. I really don't know!

Se fosse pra ter um bug, que fosse um bug engraçado como esse do BF3:


Na moral, os bugs legais nunca acontecem comigo...

Porém, ao menos a campanha do Fantasminhas eu consegui terminar, não pela dificuldade e sim porque deu pra jogar, em compensação a do Battlefield 4 eu não aguentei, cheguei em cerca de 80% do jogo, mas os bugs, a monotonia e repetição de missões me fez odiar o jogo!

Até o sistema do mapa é uma merda, muitas vezes o inimigo está do SEU LADO e não mostra no mapa, e ainda por cima tem situações onde você morre, e nem sequer entende de onde tá vindo o tiro, isso tudo associado à MUITOS bugs, me fez desistir do jogo mesmo bem próximo do final.

E ainda li em TODOS os lugares:

"Battlefield 4 agora não tem só online e sim uma campanha offline muito empolgante sendo uma GRANDE evolução do seu jogo anterior."


O tão falado cachorro que seria presente no jogo fica desaparecido mais de metade da campanha...

E com isso eu tenho certeza que se o 4 foi uma evolução, nem de longe quero jogar o 3. Nem tipo:

"Saiu de graça mano, vamo baixar?" ou "Chega aqui em casa, só experimenta jogar um cadinho"

NÃO! NÃO MESMO!

Se alguém falar com você leitor que a campanha é boa, beleza, mas se ela falar que é ótima, excelente, perfeita e etc...

Ou a pessoa se impressiona muito fácil ou ela simplesmente tem algum tipo de mijada de mamute que garantiu à ela um tumor no cérebro maior que a feiura da Regina Casé.

Não sei quando ao online, nem de longe me interessei, Black Ops II como eu vou comprar, esse eu garanto que vou jogar online, ou ao menos tentar, porque normalmente quem joga não tem vida social, emprego nem nada do tipo... E infelizmente eles não são tão diferentes dos viciados em Street Fighter...

Minha reação aos dois games

Sinceramente, pra concluir, o que posso dizer é que são dois jogos movidos à gráficos, quem gosta da campanha no mínimo se impressiona com o gráfico que é deveras soberbo e acaba caindo na ilusão de que o jogo em si é BOM por isso, o online pode até ser mas como já to perdendo os cabelos de falar, eu me referi à campanha. Que é uma bosta!

Isso é tão verdade, que Duke Nukem Forever é MUITO FODA, divertido pra caralho mas é totalmente massacrado e eu nunca vi uma análise que falasse um motivo além dos gráficos serem bem feios pro jogo ser ruim.

Agora se me permitem, vou me retirar pra jogar Bioshock pra tirar o gosto ruim da boca que essas duas abominações me causaram!

E que gosto ruim... Blergh!

7 comentários:

Arthur curry disse...

Parabéns pelo artigo cara,to planejando comprar um xbox 360 esse ano(sim,desbloqueado).Sobre FPS,tem até alguns que curto,porém não é minha praia.Como você eu prefiro jogos de luta e planejo comprar Injustice,MK9 E street fighter.

Angela Caldas disse...

Cara, eu ri muito do teu texto e concordo com muitas coisas, mesmo não tendo jogado ambos, mas só por eu realmente não curtir esse estilo de jogo.
FPSs de guerra, pra mim, só prestaram os MoH da Era PS1, focados na II Guerra Mundial. Esses, sim, eram fodas e com uma dificuldade decente, missões mais variadas e tal.
CoD eu nunca gostei. Nem no PS1. Pra mim, eram uma imitação barata de MoH... e ganharam fama às custas disso.
Quanto ao checkpoint no prédio desabando, auhauhuahuahuahuahuahu, a única coisa que eu fiz aqui foi rir, rir muito imaginando tua cara nessa porra de situação.
Enfim, vc faz bem em jogar BioShock. Isso me lembrou que ainda tenho o 2 pra jogar!

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

"Ai que gostoso brincar de fantasma com cara de quem esta sendo estuprado por um elefante"

o que posso dizer é: AHH, QUE DELÍCIA CARA!!!!

maldito pai de familia...

mas esse é o ruim desses Fps, quando se joga um, todos são parecidos. eu mesmo joguei MW2 e achei foda bagarai, já os seguintes, achei mais do mesmo.

e BF....putz!

Juninho! disse...

Arthur , como amante de jogos de luta que eu sou, não recomendo porque a manete do Xbox é excelente pra tudo MENOS JOGOS DE LUTA!

Eu te falo porque eu só comprei PS3 e mantenho ele no original por causa disso, a menos que tu seja dos caras que usa arcade stick, se for o caso, GO AHEAD!

Angela, sukita do meu coração, tu num imagina minha cara... Eu tava igual o AVGN de raiva, quase quebrando tudo aqui de tanto ódio e jogos de guerra NUNCA me chamaram atenção nem no PS1, o único que eu joguei e me apaixonei foi Call of Duty Black Ops 2 pelo enredo genérico SUPER BEM USADO com foco no vilão e coisas que mudam o final, e olha que são 4 ou 5.

E Leandro, o bagulho ali é louco mesmo, e eu até concordo contigo, o BO2 se destacou, e joguei o Ghosts, achei uma merda, e logo de cara peguei BF4...

E não, não dá pra jogar isso! Muito ruim! PQP!

Laura disse...

Juninho seu zuero kkkkkkkkkkkk

Ryu dos Brother disse...

Sinceramente, Call of Duty sempre foi uma série movida a cash grab, desde que ela alcançou essa popularidade toda com os dois primeiros Modern Warfare, eles pararam de se importar com a qualidade dos jogos porque ia vender de qualquer jeito, então foi ficando gradualmente pior e mais bugado... Mas eu admitidamente ainda tenho uma pequena simpatia com o Black Ops 2.

Esse Ghosts parece ainda pior do que os outros mais recentes, a crítica não gostou tanto assim e tem mais gente reclamando dele do que o normal, então resolvi nem experimentar isso, não sou de ficar indo atrás de jogo ruim.

Já Battlefield, o único que eu joguei foi o Modern Combat do PS2 que eu achava muito foda, tinha um exército todo e tu alternava entre os caras, dava pra usar veículos e tudo, os outros eu nem joguei direito.

P.S: Duke Nukem Forever suga caralhos.

Tristan.ccm disse...

As pessoas que reclamam de quem critica esses jogos às vezes falam que "FPS não precisa de estória". Eles deveriam jogar Half-Life ou Metroid Prime!