15 de janeiro de 2015

Melhores Personagens de Mass Effect



Mass Effect foi sem dúvidas uma das coisas mais fantásticas que eu tive o prazer de jogar na sétima geração de consoles, tive um gasto em torno de 350 reais com a série, 220 no Box com a trilogia e 120 reais de DLC's do 2 e 3, sendo que só do 3 foram mais ou menos 100 reais.

Caralho, como a EA rouba. Puta que me pariu.

Apesar do PÉSSIMO final de Mass Effect 3 que desmerece todas as suas escolhas nos momentos finais ele ainda é um bom jogo e até mesmo massacrado além da conta, mas vamos combinar que finalizar toda uma saga é uma responsabilidade grande. E eu até entendo quem odeia o terceiro jogo.

Mas ainda assim, a trilogia como um todo tem ótimos personagens e absolutamente marcantes por seus mais diversos motivos e em nome ao amor carinho que tenho pela série, fiz esse singelo post mostrando como curti os personagens dessa fantástica obra de arte da BioWare.

E olha que isso é muito, porque quem me conhece sabe que eu nem de longe sou o maior fã de RPG's americanos de forma geral, porém Mass Effect conquistou um espaço bem forte e até me fez ter pouco mais de ânimo pra experimentar outros do gênero.

Aviso que o post terá alguns spoilers, e a maioria deles eu recebi mas acreditem, não perdeu a graça. Se você é absurdamente sensível a spoilers, recomendo que leia alguma outra coisa nesse momento.

Com os avisos dados. sem mais delongas, vamos lá.

10° Lugar - Liara 


Oh, essa azulzinha é um personagem muito do foda.

Liara basicamente é uma personagem com um nível de carisma inconfundível, você a salva e até poderia pensar que ela é uma personagem frágil e dondoca mas não. Liara é uma mulher FODA...

...ou uma Asari foda. Sei lá.

Ela é um ser do sexo feminino muito do forte, determinada, inteligente, sábia e até relativamente jovem, apesar da sua idade próxima à de um idoso humano. Ela é jovem pois sua raça vive bem mais. BEM mais.

No segundo jogo ela dá uma sumida, mas volta numa DLC e poxa, que DLC. É dos poucos casos onde a DLC dela (Lair of the Shadow Broker) vale CADA MÍSERO centavo (mesmo que essa eu não tenha pagado, veio no meu box) e nos mostra bastante coisa, incluindo o caminho que Liara tomou do 1 pro 2 e o caminho que ela toma do 2 pro 3.

No 3 inclusive, ela retorna ainda mais madura, inteligente, atraente e etc.

Liara é um personagem fantástico, se você não gosta dela, existe muita mágoa nesse coração. Consulte um médico caso esse sintoma persista.

9° Lugar - Jack


Eu sempre disse sobre Mass Effect, que os personagens humanos são bem sem graça perto dos aliens.

Mas esse não é nem de longe o caso de Jack.

Jack é uma personagem que se tivesse em Persona faria total sentido, ela é uma personagem com drama e profundidade incríveis.

Ela desde sua infância foi usada como cobaia pra ser um ser humano com poderes bióticos ao extremo do extremo. Tendo até sua própria nomenclatura: Subject Zero.

Jack depois de certo tempo, fugiu dos domínios da Cerberus e passou a viver uma vida totalmente desorientada regrada à bebidas, sexo e drogas.

Exceto pelas drogas, me parece uma boa ideia. Muito boa por sinal.

Mas nem tudo são flores, durante uma das aventuras de Jack, a mesma foi violentada e teve seu cabelo raspado... Mas ela se vingou virando todos eles do avesso e os devorando no café da manhã.

E ainda volta na base onde ela foi criada e simplesmente bota tudo pelos ares, a lembrança daquele lugar e a simples possibilidade de existência do local à atormentava, por sorte ela supera tudo isso e no 3 vive uma vida bem melhor até que... A invasão acontece.

Mas Jack é de longe a personagem humana que eu mais curti, que eu mais me identifiquei e me senti até mesmo mal pela situação dela, mesmo sua agressividade natural é totalmente plausível em vista de sua trajetória.

Digo e repito, seria o máximo ver ela em Persona.

8° Lugar - Wrex


Wrex é um dos personagens mais marcantes do primeiro jogo da franquia, e também aparece pra caralho no 2 e 3 e provavelmente ele só não está numa posição mais elevada por ter aparecido menos e mesmo assim ainda tem um destaque e um carisma totalmente fora do normal.

Ele, diferente da maioria da sua raça que é algo totalmente voltado pra guerra, também pensa, e usa diplomacia mesmo que em casos raros, mas usa. Wrex sabe muito bem por exemplo que se os Krogan continuassem a ser a raça guerreira de sempre, o máximo que aconteceria é perder outro planeta.

Porque os Krogan já tinham perdido um e através de uma missão tinham conseguido um segundo planeta, dos qual vivem bichos que lembram minhocas gigantes e eles ainda por cima encaram aquela coisa gigante todos os dias como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Isso que é ser macho. Wrex é um festival de testosterona.

Mas sem dúvidas a coisa mais marcante de Wrex é seu humor negro, quando ele chega ele sempre fala algo, ele marca a presença não só dando tiros e usando os poucos poderes bióticos que tem mas também com palavras engraçadas.

Wrex na equipe é quase certo de pelo menos ter uma boa dose de risadas seguida de humor tipicamente negro.

Não só isso, como é o personagem que provavelmente as pessoas mais lamentam por não voltar ao grupo depois do 1.

7° Lugar - Thane


Esse personagem é um estereotipo que eu raramente gosto: religioso.

Eu não sou o maior fã de personagens assim e a maioria deles eu torço contra mesmo. Mas... Estamos falando de Mass Effect. Thane é um assassino religioso. Ok, ainda é clichê. Mas qual é a graça do Thane?

A graça dele é que ele é um personagem bem exótico, do tipo que se lembra de tudo, dos míseros detalhes de situações de muitos anos atrás, o cara lembra dia,hora, minuto, data, cor, cheiro do que tinha naquele ambiente.

E honestamente, eu gostei dele pela parte trágica, ele SOFRE por essas lembranças absurdas mas não luta contra elas, pelo contrário, ele as aceita, mas o sofrimento dele permanece ali, porque ele sabe que é uma coisa da raça dele. E pra piorar ele simplesmente foi embora porque tinha uma doença e não queria seu filho sofrendo com esse laço de pai e filho justamente porque o tempo de vida dele era limitado.

Essa "religião" do Thane, é algo meio tribal em certos pontos, de forma que alivia parte da dor dele ao matar mas ele sabe que ta fazendo e não fica escondendo os próprios hábitos mascarando seus feitos como "uma coisa pra deus", essa religião meio que funciona como um budismo, como uma mera orientação pra ele. Não tem muito certo e errado envolvido nela, então acaba por não fazer muita diferença. Thane é marcante pra mim pelo tom trágico, melancólico e até deveras tocante. Porque é muito difícil não ter ao menos um pouco de empatia pela dor dele.

6° Lugar - Javik


Olha, vou ser sincero, o que leva a ter esse personagem no grupo é um tanto quanto forçado.

Você encontra uma base de um ponto próximo à um lugar do primeiro jogo, chega lá e encontra um cara adormecido há sei lá, duas eternidades e de repente descobre que ele na verdade é um soldado Prothean adormecido que dormiu pra que eventualmente encontrasse uma forma de salvar sua raça e a humanidade.

Ok, vamos por partes. Protheans foram atacados por Reapers e totalmente dizimados, Javik é meio que a salvação desse povo mas não me convenceu bem esse ponto.

Sabe o que eu gostei nele? De verdade mesmo? Foi um ponto: Arrogância.

Sim, ele é arrogante e ao extremo. Mas ao extremo do extremo mesmo. Acontece que os Prothean eram o povo mais avançado daquele ciclo e não havia nada que os combatessem até a chegada dos Reapers, independente disso, Javik ainda carrega consigo esse "orgulho prothean" e isso mostra como ele se incomoda de estar perto de seres que na visão dele são como se tivesse parado na evolução ou evoluído pouco, chegando a fazer piada com Liara pelo fato dos Asari terem aprendido a ler e escrever, coisa que não faziam em seu tempo.

Ele até chama a quase todos de primitivos. Sem dó nem piedade.

Ou seja,o cara é totalmente deslocado naquele mundo e vai aprendendo pouco a pouco a ser humilde no decorrer. O cara tem uma progressão muito boa, que alguns pontos poderia sim, ser melhorada, mas ainda assim muito boa mesmo, foi membro fixo na minha party do Mass Effect 3. Javik se bobear, é a melhor coisa do último jogo.

5° Lugar - Grunt



Ok, você fã do Wrex quer me matar. Eu sei disso.

Mas por que eu prefiro o Grunt? Por um motivo mais simples, ele é mais intrigante que o Wrex.

Grunt, coitado, foi criado em laboratório pra ser um super Krogan, minha nossa, um super Krogan no universo de Mass Effect é algo que daria mais medo que um possível Batman do jeitinho que é tendo super poderes.

Sim, seria o caos do universo DC. E todos os outros personagens estariam condenados. Com Grunt é quase isso. Ele é um mega soldado de uma super fucking raça. Ele carrega consigo uma super força, uma super precisão, um dom pra matança fora do comum porém ele é um personagem que não tem passado, presente ou sequer sabe se terá um futuro. Tal como Raiden em Metal Gear Solid 2.

A diferença é que Grunt é como se fosse o Raiden do Rising, com armadura roubada e tudo. Sabe? Mas Grunt é muito diferente de Wrex, Wrex é engraçado e tem um senso de humor muito bom mas Grunt usa isso ainda melhor e faz piadas de humor negro envolvendo mortes e genocídios de forma ainda mais pesada, e é compreensível que uma pessoa normal não goste tanto dele por esse "excesso" de humor, coisa que funciona de forma oposta pra mim. Quanto mais humor afro-descendente, melhor!!

Grunt ainda tem um lado bem interessante que é o fato de tentar ser aceito pelos Krogan, mesmo oficialmente sendo um dinossauro de laboratório, ele não tem muita noção da cultura, costumes e tudo mais mas quer se adentrar a seu povo. Com isso ele gera muitas dúvidas, ele é um recém-nascido jogado naquele mundo e não entende direito como as coisas funcionam, ele age meramente por instinto mas ainda assim é racional o bastante pra se questionar de tudo, sendo assim ainda mais racional que Wrex.

Brilhante BioWare. Simplesmente brilhante!

4° Lugar - Saren


O que dizer do vilão do primeiro jogo?

Saren é um personagem fantástico, que infelizmente só dura o primeiro jogo. Mas suas ambições se estendem ao decorre de toda a trama.

O cara é tão bom que Mass Effect ganhou dois livros e um deles é SOMENTE dele. Olha o nível de carisma do rapaz.

Quando começamos o jogo, vamos em busca dele. Pra quem não se lembra (ou não sabe), seu personagem Shepard busca se tornar um espectro e Saren não é só um espectro como também é o maior de todos eles e líder. O cara é simplesmente brutal. E nós vamos procurá-lo. Chegando lá, vimos ele matar inocentes e depois de provarmos a culpa dele no conselho, Shepard atinge o patamar de espectro e tem como missão ir atrás de Saren e capturá-lo. Vivo ou morto.

Mas Saren não é um cara ruim, ele sabia dos reapers, até mesmo estava infectado por eles pela "doutrinação" mas sabia que ainda ia demorar um bocado até ser completamente consumido por isso. Chegamos no final de tudo e descobrimos que ele tem uma certa similaridade com Kraft do Megaman Zero. Ou seja, ele prefere os seres orgânicos e sintéticos escravizados e vivendo como porcos porém VIVOS do que simplesmente mortos. Ele chega a dizer que entrar numa luta perdida é burrice e Shepard o combate com o clichê vivencial do "nós vivemos pra lutar e vamos morrer lutando" e por mais que seja coerente, vamos combinar que a lógica pura e fria pesa pro lado de Saren.

A racionalidade de Saren o obrigou a agir de maneira extrema. Ele é do tipo antagonista, que não apela pra clichês abusivos de "dominar o mundo" pra ser imensamente carismático. Podia bem haver um lado do qual o apoiamos. Seria genial.

3° Lugar - Legion


Ah, o que seria de nós sem o Legion?

Legion no ME2 é o último personagem a entrar pro grupo, com cerca de sei lá, 70% da campanha, e de repente ele entra no grupo. Legion é basicamente uma "falha" dos Geth que reuniu vários em um só. Um corpo com várias mentes e que por sinal tem inteligência e vão além do protocolo obediente dos outros.

Ele é de longe um personagem que se destaca muito, quando eu pensei que teria um geth no grupo, imaginei um soldadinho padrão e não um sniper ultra foda com mais de uma mente. Tanto é que ele se refere a si mesmo como "Nós" e não "Eu".

Apesar de muita coisa no ME3 de certa forma tirar parte do brilho do jogo, foi lá que Legion ganhou ainda mais destaque, em uma de suas possibilidades ele consegue libertar todos os geth da sua programação de obedecer e liberta a todos dando à eles uma consciência própria. O sacrifício dele é muito bonito e até triste, apesar que de certa forma era previsível de acordo com o rumo daquela situação.

Ele também conseguiu nesse meio tempo fazer tanta coisa e causar tantos acréscimos e profundidade pra série que não vejo sentido em desgostar dele. Confesso, Legion é um dos personagens mais carismáticos e tristes de se ver à longo prazo e ele tem uma das frases mais triste de toda a série Mass Effect:

"Does this unit have a soul?"

E morre logo após dizer tais belas palavras. Um suor masculino quase escorreu do meu olho direito naquele momento.

2° Lugar - [insira seu nome] Shepard


Shepard é basicamente você no jogo!

Não tem muito o que ser dito, Shepard é você e pronto! Você escolhe seu passado, seu presente e seu "futuro" (afinal o desfecho do ME3 é bem... você sabe). Você é a porra do/da cara/moça que decide quem vai viver ou morrer, quem vai ser salvo ou não.

Muitos dos momentos marcantes de Shepard são com as famosas escolhas dos botões, você simplesmente pode agradecer ou botar o terror em certas situações, conversar e interagir de forma tão bem feita que você se sente ali no jogo.

Shepard carrega o carisma de ser você no jogo, só que apesar de tudo temos algumas limitações num jogo supostamente livre. Como por exemplo não apoiar Saren, uma coisa que eu honestamente faria com muito gosto. Mas isso são detalhes, algum dia quem sabe venha um novo Mass Effect com essas possibilidades?

Mas não tem muito o que ser dito sobre Shepard. Ele representa seu "eu" no jogo, e você molda seu ego a seu bel prazer. Tudo nele é você que decide e cabe a você deixá-lo legal ou não.

1° Lugar - Garrus

Too much style 7.8/10 - IGN

Eu não sei se concordam comigo mas Garrus é o personagem que mais cresce e amadurece de toda a franquia.

Talvez pelo fato de ser o único membro fixo dos 3 jogos, o que seria um problema se ele não fosse tão ridiculamente carismático. Garrus é um personagem único, ímpar, completamente fantástico e que tem 3 tons diferentes em 3 jogos de uma mesma franquia de forma que o que vimos dele sempre convence.

No primeiro temos um Garrus quase Batman, que saiu da unidade de investigação pra poder investigar Saren mesmo fora da lei, no segundo jogo vimos um Garrus meio melancólico e amargo, que busca vingança e depois da morte de Shepard ficou matando bandidos como hobby e devorava o ódio de todos contra ele no café da manhã. E no 3 vimos um lado família de Garrus, procurando seus pais e mostrando pra eles o quanto amadureceu como pessoa, também vimos um lado mais responsável quando chegamos em seu planeta sendo atacado por reapers, comandando tropas de ataque com muita estratégia e se dando bem.

Mas ele vê Shepard com a Normandy e tudo e aí fica difícil resistir, você provavelmente entende ele. Eu sei que entende. Nós todos entendemos e amamos Garrus.

Too much badassness 7.8/10 - IGN

O cara não só tem um tom sarcástico como também debochado, até meio bobo em alguns pontos e suas calibrações viraram quase uma espécie de meme na internet, de tão famoso que ficou.

E o pior de tudo, que é absurdamente divertido conversar com ele nas milhões de vezes que fazemos isso, o cara simplesmente nunca perde a pose. Foi definitivamente o meu personagem fixo em todas as 3 campanhas, nos 3 jogos e eu não me imagino repetindo a jogatina sem ele. Ele é difícil de tirar do grupo porque cada vez que se vence algo, ele sempre tem algo a falar e o pior que não é muito difícil se pegar dando muita risada com ele.

Garrus não somente melhorou de personalidade, como amadureceu e se tornou mais engraçado a cada jogo que se passava, o cara sério do 1 se tornou pouco a pouco um cara sarcástico, sacana e com certeza um cara que se existisse, seria um excelente amigo de boteco, daqueles que a gente bebe a cerveja comendo petisco do lado.

Garrus é absurdamente carismático, divertido, engraçado e tem a melhor evolução de personalidade de toda a franquia, sendo sério e bobo ao mesmo tempo, quase um Jade Curtiss do espaço.

Eu disse quase.

...

Como assim? Não entendeu o trocadilho?

Então eu posso chutar que você não jogou Tales of the Abyss. Certo? COMO ASSIM SEU HEREGE!?!?!?!?!?!

Vá logo jogar esse jogo antes que eu perca a paciência e te aplique o famoso castigo do tapa na bunda. Mas só vá depois de ler o resto do post.


Menções Honrosas

Foi difícil pensar num top 10, então alguns personagens eu simplesmente não consegui deixar de pelo menos citar, aqui vão eles.

Minha nossa, sagrado seja o nível de carisma dos personagens dessa franquia.

Leviathan os abençoe.


Miranda


Bom, ela é um personagem difícil de lidar. E vou citar de novo Tales of the Abyss. Miranda é mais ou menos como Luke fon Fabre. Ela é um personagem intragável, nojento, e completamente difícil de suportar apesar de ter a bunda mais amada da série.

Apelidada carinhosamente pelos fapeiros de plantão de "Mibunda" ou "Ass Effect".

Miranda apesar de carregar consigo o nome de uma personagem incrível de The Legend of Dragoon, ela não tem tanto carisma no começo, porque justamente assim como muitos outros personagens, ela só ganha sentido ao decorrer da trama, fazendo missão de fidelidade dela no 2, vendo o decorrer dela com diálogos ou mesmo no 3 após confrontar seu pai.

O que rola é que Miranda é criada em laboratório e tem uma irmã que mal sabe de tudo, ela luta e faz toda essa pose pra chamar atenção do "pai" delas, e impedir que sua irmã seja uma vítima dele. Então fica de todas as formas tentando confrontá-lo, pra que ele tenha uma distração constante.

Depois de tudo entendido, Miranda ganha mais sentido, sua personalidade "rude" cai por terra e você entende que no fundo, ela faz isso por um objetivo bem nobre.


Samara


Olha, essa personagem só não entrou no top 10 por um motivo MUITO delicado.

Todos os outros são consideravelmente melhores que ela, e eu não tive coragem de tirar nenhum deles. Samara é um personagem fascinante, incrível mesmo.

Samara é um Justicar, uma espécie de monge do universo de Mass Effect. Eles tem objetivos simples e claros e agem dentro deles de maneira assombrosamente fria. Com direito a ter que matar suas próprias filhas no processo.

Uma delas, por sinal é boa parte do background de Samara no 2, que é a Morinth.

Morinth basicamente é uma Asari, tal como sua mãe, e diferente dela, Morinth vive uma vida de putarias e loucuras, matando homens depois de brincar de esconde-esconde com eles (se é que me entendem) e nisso tudo você ajuda Samara a encontrá-la e ali tem a árdua tarefa de escolher entre Samara e Morinth, óbvio que você com muito bom senso vai ajudar a Samara e seus lindos, redondos e maravilhosos peitos azuis. Certo?

E quando você pensa que ela não pode melhorar, ela surge no 3 ainda melhor como personagem. É muito pei... carisma.

Mordin


Mordin é um dos personagens que poderia facilmente estar entre os primeiros da lista e acho que é o gritante carisma dele que me fez continuar gostando dele acima de tudo.

Basicamente, ele é um Salarian, dos mais inteligentes e dos mais fodas porque não só é um renomado cientista de seu povo como também membro do esquadrão mais foda do seu planeta, o cara é simplesmente um soldado cientista.

Os salarian por ventura, tem uma pequena rixa com os Krogan, que por serem a raça mais temida da galáxia, acabaram por provocar uma doença em seu povo onde de 100 nascidos, somente 1 Krogan sobreviveria.

Mordin simplesmente foi o cara que desenvolveu a Genophage, a doença que fodeu com os Krogan, o que me fez desanimar dele mas também de todos os Salarian é que era tudo uma mera inveja, os Salarian vivem menos e são mais frágeis apesar de mais inteligentes enquanto os Krogan são uma raça totalmente guerreira e que possuem longevidade, então eles só usaram a guerra dos quase dinossauros com os Turian pra poder eliminar assim a possível maior ameaça da galáxia, mas era tudo uma questão mais de inveja que de qualquer outra coisa... E dá pra notar claramente isso no 3. Óbvio que Mass Effect pelo menos permite a dupla interpretação, você poderia muito bem entender os Krogan como real ameaça, mas eu vejo somente como despeito.

Mas o motivo de Mordin ainda ser um dos meus favoritos é simples, ele reconhece o tamanho de suas atrocidades e no 3 se redime criando a cura da Genophage mesmo que à custa da própria vida. Ele no final de tudo, se mostra um cara mudado e que faz de tudo pra recuperar o prestígio. E consegue. Mesmo que não totalmente.

Joker


Ah rapaz, esse Joker é um carisma gigante. Os personagens de Mass Effect por si só se destacam muito, a tripulação como um todo é gritante de tão carismática mas de todos eles se destaca Joker.

Apesar de médica legal, das ajudantes, e de todos os outros. Quem se destaca é o piloto.

Primeiro de tudo, sua dublagem é impecável e transpassa um personagem absurdamente divertido nos 3 jogos. Sempre muito carismático, muito pra cima, muito medroso, muito tudo!

Tudo no Joker acaba por ser em excesso e isso me divertiu nele um bocado.

Conversar com ele então, piada à parte. Sempre com um comentário besta pra fazer daquele personagem estranho recém chegado à Normandy. Isso sem tirar o mérito dele de sobreviver na missão suicida como um fantástico piloto. O cara é um mestre das aeronaves.

Fechando com chave de ouro, ele também é consideravelmente profundo se você conversar com ele nos 3 jogos, vai descobrir que no fundo ele queria ser um atleta mas teve uma doença rara nas pernas e por isso só anda através de muita dificuldade mas isso só serviu pra alimentar uma das outras vontades dele: pilotar.

Joker será eternamente o piloto de nave mais carismático de todos os tempos e provavelmente de todas as mídias também.

Illusive Man

Vou fumar pra esquecer a merda que a BioWare fez comigo

Olha, veja bem. Illusive Man foi um personagem fantástico em Mass Effect 2 e um clichê absurdamente previsível no 3. Ele tem seus méritos e vou explicar o motivo de não estar no top 10, onde poderia ocupar facilmente um dos primeiros lugares.

Começando, Mass Effect 2 tem logo no começo a morte de Shepard, ele simplesmente o/a encontra, e o reconstrói. Isso por si só é um clichê absurdo. Mas pera, vamos com calma.

Acontece que segundo Casey Hudson, diretor dos 3 jogos da série, Shepard seria uma espécie de enviado dos Reapers e com isso ele estaria de alguma forma "programado" pra ser o salvador daquele mundo pra depois condená-lo por inteiro, a morte dele/dela não era planejada e sua reconstrução menos ainda. Illusive Man participaria dessa "quebra de ciclo" de Shepard.

Aí entra a parte dele, ele diferente de Anderson da aliança dos humanos, não quer DESTRUIR os Reapers e sim vencê-los e pegar seu armamento pra usar em possíveis ameaças futuras, mas Illusive Man não se importa em quebrar alguns ovos pra fazer isso. Se necessário ele está disposto a ver seus melhores soldados morrendo no processo e não se importa com isso por ter em vista um objetivo muito maior que os olhos dos seres orgânicos e sintéticos.

Tudo que ele quer, é dar um passo à frente. Um passo pra evolução.

Dá pra ver com clareza isso em Mass Effect 2 em seus finais, inclusive. Mas no 3, boa parte da equipe original foi demitida (restando apenas 10% deles) e com isso os rumos da história foram mudados e isso é tão verdade que Casey e alguns outros membros chegaram a processar a EA/BioWare depois , porque o nome deles estava envolvido e se prejudicaram no meio de tudo isso. O foco do jogo por ter mudado pra algo com modos online e etc... Acabou prejudicando o andamento original do game. Tanto é que Illusive Man era o cara que dava pra ver os objetivos no 2 mas não eram citados especificamente, era tudo um mistério pro 3 mas chegando lá aquele homem objetivista e disposto a fazer tudo por algo maior, era só um cara controlado pelos reapers...

...e pronto.

Sim, ele era o cara malvado e controlado no final de tudo. Isso pra mim foi uma SUPER broxada. Algo que eu jamais esperei. Ele ainda é um bom personagem, mas em Mass Effect 2, porém dá pra ver a total mudança de rumo e de caracterização no 3 e com isso ele perdeu quase todos os pontos que tinha comigo por se tornar um velho clichê sci-fi. Não existem provas maiores que o próprio Mass Effect 3 pra isso.

O jogo não é ruim, mas dá pra ver com muita clareza o trem saindo dos trilhos e com isso um personagem formidável como Illusive Man foi afetado. Ele só está ainda nessa lista devido ao seu nível de carisma gigante e sua participação formidável nos dois jogos apesar de tudo. Eu gosto muito dele e não consigo desgostar apesar de tudo que rolou, mas é triste ver uma puta personagem como esse estar sendo citado como menção honrosa quando poderia ser um dos melhores de toda franquia.



-------------------------------------

Bom, deu trabalho mas ta aí, espero que gostem e recomendem pra todos os amigos. Se você gosta de Mass Effect, dê a sua opinião. Qual é o seu favorito da franquia e por qual motivo.


Enjoy!

6 comentários:

Angela Caldas disse...

Primeiro de tudo: o final não é péssimo. Mas isso é discussão pra outra hora.

E depois: Liara em 10º lugar? Pow, eu sei que ela é nota 10, mas nem por isso... Eu sempre lembro dela dizendo "eu só tenho 109 anos, Shepard", hehehehe!

Jack é simplesmente fodástica! Na minha segunda jogatina da série, fiz ela o LI do meu Nigga Shepard, e fiquei muito triste por ter perdido algumas cenas extras com ela por não ter ido a um determinado lugar durante a DLC Citadel =( É uma das personagens que você vê amadurecer muito durante a saga, principalmente se tiver o romance com ela, é tocante em certos momentos, como quando ela chora de medo de perder Shep...

Wrex é demais da conta. Quando matei ele na segunda jogatina, confesso que fez falta pra caralho, não só por ser foda nas batalhas, mas pelos diálogos também.

"Você quis dizer Thresher Maw?" Google sobre "bichos que lembram minhocas gigantes".

Thane foi um dos personagens que mais fizeram propaganda, mas um dos que eu achei bem mais ou menos. Ele tem tiques, aquelas visões bizarras, pele verde e parece um percevejo. Além disso, vive falando da mulher dele, mesmo quando está em romance com Shep, levando a crer que haverá menáge a trois no paraíso quando todo mundo morrer... No, thanks.

Eu gostei de Javik logo quando encontrei ele, depois passei a odiá-lo, mas depois passei a amá-lo de novo. Quando vi que ele era preconceituoso e xenofóbico pra caralho, tive muita raiva do personagem. O problema é que eu ainda não havia me colocado na pele dele e em tudo que ele passou. Eu o entendo.

E, assim, não é que ele era a salvação. Ele e todos os outros soldados, além dos cientistas, acordariam após os ataques dos reapers. O problema é que deu merda e, por uma cagada dos infernos, só ele sobreviveu...

Grunt é divertidíssimo, tem uma história foda e é uma das melhores escolhas pra sua squad. Lembro que, na segunda jogatina, quando decidi não ativar o tanque, eu ia toda hora na sala dele ver o tanque e pensar se deveria ativar ou não...

Saren não é um dos meus favoritos. Eu gosto bastante dele, sou totalmente à favor do ponto de vista dele, mas ele não entraria no meu Top 10. Eu acho.

Legion... eu vendi Legion pra Cerberus na minha segunda jogatina, ganhei 50.000 créditos, mas dinheiro nenhum paga a falta que ele faz.

Sukita Shepard!!!

Garrus não seria meu primeiro lugar, mas ele estaria entre os 5 primeiros. Cara divertido demais, uma ajuda e tanto na squad e de parceria única!

---

Eu não gostava da Miranda. Até que eu joguei a Loyalty Mission dela e li os arquivos sobre ela na DLC Shadow Broker. Na verdade, os arquivos me fizeram ter muito mais carinho por ela do que a Loyalty. A história de vida dela é muito triste, cara, ela é uma pessoa muito sozinha...

O que eu achei extremamente foda em Samara foi ela ter força e determinação de fazer o que fez com sua própria filha pra que a galáxia fosse um lugar mais seguro.

Mordin é um cara marromeno, ele fez muita merda por egoísmo e presunção. Mas ele resolveu isso depois...

Joker é um dos meus favoritos e estaria, sem medo, na lista principal.

Illusive Man tem uma coisa que eu admiro muito nas pessoas: inteligência. Além disso, ele é um cara corajoso pra caralho e tem atitude. Só isso já é motivo pra gostar dele...

Juninho! disse...

O final fez Casey Hudson pedir desculpas à público e de vergonha por ter o nome ferrado pediu demissão da EA/BioWare e ainda abriu processo mas acho que deu em nada.

Enfim, outra hora a gente fala (de novo) disso.

Liara é a sua favorita que eu to ligado husahusahusaa

Thane é legal, e eu tive que assistir o desfecho dele no YouTube, eu gostaria mais dele ainda se eu mesmo tivesse visto mas você sabe do bug que rolou, mas acho ele bem tocante pelo sofrimento ampliado dele por conta da própria raça ter aquela memória infernal, nessas horas agradeço por esquecer o que já almocei.

Miranda em certos pontos se aproxima de uma mistura de Luke do Tales of the Abyss com Batman, no terceiro jogo ela é praticamente o Batman com buceta.

Mordin me desanimou também, ele melhora mas não o suficiente.

Illusive Man foi estragado, basta terminar o jogo e destruir a base collector ao invés de entregar, como eu fiz, e ele vai perguntar se Shepard ta maluco por sacrificar todo um arsenal que poderia ser bom pra nós ao invés de usá-lo por mero heroismo besta, me deixou claro que ele tava bem disposto a quebrar alguns (muitos) ovos se necessário pra poder salvar a todos de uma maneira mais defensiva, mais lógica, porém muito mais cruel.

Então, como ele teve aquele desfecho previsível no 3, e tudo que podia ser caiu por terra e virou o "cara possuído do mal e pronto". Isso broxou boa parte do quanto eu gostava dele e das possibilidades que ele carregava, da pra ver que ele foi de certa forma "limado".

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

gostei da parte dita sobre o Sheperd, fez sentir a quem lê-se que é você quem faz as escolhas, boas ou ruins no jogo. teve certas escolhas do tipo: "não quero me envolver, decidam vocês" mas infelizmente não tinha essa escolha.

e de personagem favorito...não sei dizer, quase todos são bons personagens. menos o Kaidan, cara de Mark Rufallo da !@#!@ e eu odeio esse ator. #ChamemoBanaparaseroHulkdenovo

mas o respeito pelo sacrificio que ele fez no game anterior, prefiro lembra-lo como um herói do que vê-lo "trocando a casaca" no ME3.

apenas sei que num ME4, quero ser um Quarian ou um Krogan

LuanSilva2000 disse...

Ótimo texto!
Só colocaria a Liara mais na frente. E acho que colocaria o Wrex em primeiro...

Machado disse...

Muito bom o post, só teve uma coisa coisa broxante: A falta da Tali, de longe meu personagem favorito.

Tanto por medidas estratégicas, já que meu Shep é vanguard e tendo as techs dela por perto é sempre util (principalmente no 1) plus ela tem uma Shotgun :)

Quanto pela história e evolução dela, junto com o Garrus, a Tali ta presente nos 3 jogos sempre se desenvolvendo como persongem. Não sou tão bom escritor para dizer todos os porquês, mas desde que eu vi ela nos Wards pela primeira vez ela já virou meu personagem favorito.

Juninho! disse...

Tali é um personagem fascinante mas ao meu ver ela perdeu a moral comigo quando se mostrou uma preconceituosa no 3.

Quando ela prefere morrer ao conviver com os Geth, todo o afeto que eu tinha por ela, morreu ali. Eu não desgosto dela, acho que parte da graça dos personagens de ME é o enorme efeito que eles causam na gente de carisma e antipatia mas Tali perdeu todo (ou quase) o sentido pra mim, os Quarian escravizaram os Geth e eles não mereciam aquela vida, eles cresceram, ficaram fortes, independentes. Eles são uma das raças que eu mais respeito lá, tanto que o Legion é de longe um dos meus favoritos.

Se a Tali aceitasse o erro de sua tribo e se desculpasse pelo menos, mas não, ela se matou, pra mim ela morreu em todos os sentidos, não apenas naquele momento do jogo.